Pikachu e os episódios perdidos

Título tosco, eu sei…

Bisbilhotando sites alheios atrás de curiosidades para o blog, encontrei o site Pokémon Mythology, muito bom para os fãs da Nintendo e a série Pokémon…

Bem, nunca fui tão fã de Pokémon, comecei a me interessar por jogos e tudo o mais depois de velho, mas quem nunca cantou em alto e bom som a música da abertura ou o lema da Equipe Rocket?

Porém a famosíssima série de anime pokémon teve, em alguns episódios, cenas consideradas impróprias para o público, o que fez com que alguns episódios fossem censurados ou banidos, geralmente fora do Japão.

As censuras geralmente são feitas quando os episódios são exportados para os Estados Unidos, lá eles cortam as cenas consideradas impróprias e dublam o anime. Caso o episódio tenha cenas demais a serem censuradas, ele é banido.

Tais episódios são polêmicos e muito conhecidos por toda a internet, então por que não trazê-los para o Bloco de Moedas?

A maioria dos dados aqui postados vieram do Pokémon Mythology. Para mais imagens e informações, visite o site na página de Episódios Banidos.

Postei aqui os de maior relevância, e dos doze postados na página do pokemon mythology, selecionei nove.

  • Episódio 18 – Insinuação ao homossexualismo?

O primeiro da série de episódios censurados foi o décimo oitavo, intitulado “Beauty and the Beach, Holiday at Aopulco“, nesse episódio, os protagonistas vão passar as férias em Acapulco, e na ocasião ocorre um concurso de biquinis e Misty vai participar.

Como sempre, a Equipe Rocket vai atrapalhá-los e Jesse e James entram na competição.

Porém, para que James participasse, ele veste uma roupa inflável para que ele possuísse seios, que por sinal são maiores que os de Jesse.

Os estúdios dos Estados Unidos não gostaram muito desse episódio e resolveram baní-lo. Curiosamente, o episódio foi finalmente dublado em inglês em 2000 e passou a ser exibido cheio de cortes por um tempo e depois finalmente sumiu.

O episódio censurado ficou tão curto que nem chegou a ser dublado em português.

  • Episódio 19 e 23 – Más recordações :/

O episódio nº 19 intitulado “Tentacool & Tentacruel” foi exibido normalmente no Japão, Estados Unidos e Brasil tranquilamente por um bom tempo. Somente após os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001 ele parou de ser exibido nos EUA.

Algumas cenas mostram um Tentacruel gigante destruindo prédios que estavam em seu caminho, o que lembra muito os atentados terroristas. Outra teoria seria a exibição de armas de fogo no episódio.

Nesse episódio, Ash e os outros visitam a torre onde é possível capturar pokémons fantasma. Quem já jogou algum dos jogos vai se lembrar.

Outro episódio que foi banido devido aos ataques terroristas foi o episódio 23 que se chama “The Tower of Terror“, o título foi a razão do banimento desta vez, nada relacionado à destruição das torres gêmeas aparece neste episódio, visto que nenhuma cena relacionada a destruição de prédios aparece.

Provavelmente o título deste episódio foi alterado para que ele voltasse a ser exibido normalmente nos EUA.

  • Episódio 35 – Armas de fogo e problemas na escola

Esse episódio, em inglês “The Legend of Miniryu” (Miniryu é o nome japonês do pokémon Dratini), traz cenas em que os personagens apontam armas de fogo para outros. Outra teoria seria o disfarce de Meowth que lembra Adolf Hitler (pra mim lembra mais o Soichiro Yagami de Death Note).

O curioso é que esse episódio é, de certa maneira, relevante para o andamento da saga, visto que é nesse episódio que Ash captura uma manada de Tauros.

Nos episódios seguintes, quando os Tauros apareciam, muitos dos que acompanhavam a série ficaram sem entender aonde Ash havia conseguido aqueles pokémons.

Segundo o Pokémon Mythology, algumas crianças no Japão chegaram a levar armas para a escola, causando vários problemas com algumas mortes envolvidas.

  • Episódio 38 – Epilepsia Fotossensível

Esse é, de longe, o mais famoso episódio censurado de pokémon.

No episódio “Electric Soldier Porygon“, os protagonistas encontram Porygon, um pokémon do espaço sideral.

Durante uma sequência de cenas, Pikachu tem que explodir mísseis com o Choque do Trovão. O estúdio de animação fez uma sequencia de

cenas onde as cores azul (choque do trovão) e vermelho (as explosões) se alternam rápido demais, o que acabou fazendo com que mais de 600 crianças sofressem ataques de epilepsia e fossem para o hospital.

No caso, a explicação seria a epilepsia fotossensível. Frequências de cores alternadas acabam afetando algumas áreas do cérebro fazendo com que a vítima tenha espasmos típicos da epilepsia.

Devido a esse episódio, raramente Porygon e suas evoluções aparecem no anime.

  • Episódio 65 – Racismo em pokémon?

Esse episódio, “Holiday Hi-Jynx“, foi banido devido à presença do pokémon Jynx, que foi considerado racista pelos Estados Unidos.

A Jynx original (ao lado) possuía a pele escura e os lábios exageradamente grande, o que fez com que os Estados Unidos enxergassem o pokémon sendo uma figura racista, uma espécie de estereótipo de  negros.

A aparência de Jynx depois das edições.

Depois disso, o Japão reeditou a imagem de Jynx no anime e nos jogos, fazendo com que sua pele ficasse arroxeada e seus lábios menores, evitando assim futuros problemas com a censura dos episódios.

Curiosamente, esse episódio após passar um tempo banido voltou a ser exibido fora da ordem, ele deveria ser o episódio 40, mas se tornou o episódio 65. Isso causa um pouco de confusão, pois nessa episódio o Ash ainda possuía um Charmander, embora a essa altura da série ele já era um Charizard.

  • Episódio 252 – Foi a gripe? Foi o beijo? Foi racismo?

O episódio “The Ice Cave” levanta três suposições sobre a causa de sua censura.

Nesse episódio, Brock está com uma gripe terrível que fora causada pela Equipe Rocket que se assemelha muito há SARS (Síndrome Respiratória Aguda Severa), onde grande parte dos casos ocorreu em países asiáticos em 1992, onde 8.099 pessoas foram infectadas, e 774 morreram.

Já outras pessoas acham que o motivo da censura é devido ao beijo que Brock dá um beijo na pokémon Jynx (sim, ela de novo) enquanto delira de febre, e muitos acharam que a cena de um humano beijando um pokémon seria muito forte para ser exibida.

Já outros dizem que o simples fato do episódio exibir um Jynx foi razão suficiente para que o episódio fosse banido.

  • Episódio 348 – Guerra dos sexos

Dessa vez a bronca foi somente na Europa, para ser mais específico, França e Itália.

O episódio “Bicker the Better – Tag Battle! Ash vs. May” foi censurado nesses países por apresentar uma temática que não era apropriada para crianças.

Ash e May ficam brigando e discutindo como marido e mulher numa batalha em dupla, o mesmo ocorre com Jesse e James… ¬¬

  • Episódio 377 – Mais más lembranças

Esse episódio de pokémon não foi ao ar nem mesmo no Japão.

O fato é que no dia em que esse episódio seria exibido, ocorreu um terremoto no Japão, conhecido como Terremoto de Chuetsu, em 23 de Outubro de 2004.

O terremoto atingiu magnitude 6.8 e causou grandes estragos. Em respeito às vítimas do terremoto, este episódio foi cancelado, pois aparecia um Whiscash causando terremotos, o que seria uma lembrança terrível daqueles acontecimentos.

Esse foi o post que ficou engavetado por mais tempo e o que eu mais demorei a fazer (por preguiça), se você leu tudo até aqui, por favor, comente para compensar meu esforço T-T.

Anúncios

4 thoughts on “Pikachu e os episódios perdidos

  1. Achei muito interessante! Obrigada por compartilhar seu conhecimento e parabéns pelo trabalho!

Se você chegou até aqui, ao menos comente u.u

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s