Quem é Você, Will Grayson? | Resenha de ‘Will & Will – Um Nome, Um Destino’

will Grayson will graysonWill & Will (Galera Record; 352 páginas; 29 reais)

Não é uma história extraordinária, por mais que a sinopse se recuse a admitir (até mesmo por questões comerciais). Não é o tipo de livro que se lê esperando um grande acontecimento, como uma invasão alienígena ou uma grande batalha. E é bom que o leitor esteja avisado disso, antes de começar Will & Will, a história de dois garotos com o mesmo nome cujas vidas coincidentemente se cruzam.

O livro é uma colaboração entre dois consagrados autores, bastante conhecidos entre o público juvenil: John Green, que alcançou o topo da lista de livros mais vendidos do New York Times, com Quem é Você, Alasca?, O Teorema Katherine, Cidades de Papel e A Culpa é das Estrelas, além de ter vencido prêmios literários importantes como o Printz Award. Ele também é o co-criador (junto com seu irmão Hank) do canal do youtube vlogbrothers, que já teve quase 500 milhões de visualizações e 2 milhões e 400 mil inscritos; E David Levithan, que também já esteve no topo da lista de mais vendidos do The New York Times e recebeu prêmios por diversos livros destinados ao público adolescente, incluindo Garoto Encontra Garoto e Todo Dia. Levithan trabalha como diretor editorial na Scholastic, onde fundou o Push Imprint, selo dedicado a encontrar novas histórias e autores para o público adolescente. Entre os autores que Levithan publicou/editou pela Scholastic está a autora de Jogos Vorazes, Suzanne Collins.

Na trama, dois garotos do ensino médio com o mesmo nome (Will Grayson) e vidas completamente distintas, coincidentemente se conhecem em um ponto de ônibus de Chicago e depois disso têm suas vidas mudadas para sempre. Os capítulos são intercalados com o ponto de vista de cada um deles, vivendo em cidades diferentes e enfrentando conflitos distintos. Depois que se conhecem, um novo elemento passa a fazer parte da existência dos dois e cada Will Grayson se desenvolve de uma maneira diferente. O livro tem, como tempero, histórias de colegial americano, com direito a times de futebol, festas e peças de teatro, que lembra filmes como Garotas Malvadas Dez Coisas que Eu Odeio em Você. Além de contar com boas reviravoltas, a história apresenta intrigantes reflexões e metáforas, que a fazem deste livro uma leitura recomendada.

tumblr_m9dgv2MbXd1qatmxgo1_500

“Não tão inteligente; Não tão bonito; Não tão legal; Não tão engraçado; Este sou eu: ‘Não tão’ nada.

SPOILERS A SEGUIR
Apesar de ser uma história rápida, o livro conta, de forma realista e ao mesmo tempo cômica, várias nuances que fazem parte da mitologia “high school estadunidense”, com direito a letras de canções para um musical, conversas de refeitório, festas e bandas adolescentes das quais os personagens são fãs. Cada autor, ficou encarregado de escrever um capítulo. John Green ficou encarregado de narrar o ponto de vista do Will Grayson de Chicago, enquanto Levithan descreve as desventuras do personagem homônimo, que é gay. A divisão criativa entre capítulos não é algo que se deve ter em mente durante a leitura, porque apesar disso, há interferência criativa dos dois autores, em ambos os lados da história. Portanto, há unidade entre os dois mundos descritos. Porém, o que talvez incomode seja a estrutura do texto em relação aos conflitos, que são muito bons, diga-se de passagem, mas parecem estar fora do ritmo e não geram expectativas no leitor. É possível que isto tenha acontecido pelo fato de a história ter sido escrita no improviso e cada capítulo escondido de um autor para o outro até que estivesse pronto, o que pode ter deixado complexa a reestruturação do ritmo narrativo. No entanto, este problema poderia ser facilmente resolvido em uma adaptação para o cinema.

O grande destaque do livro é o personagem Tiny Cooper, descrito como “a maior pessoa do mundo, que é realmente muito, muito gay”. Ele rouba a cena, com a preparação do musical, escrito por ele mesmo, baseado em sua vida. No meio da história, a impressão que se tem é de que a narrativa dos dois Will Grayson serve apenas como pretexto para acompanhar a desventura de Tiny. Os dois protagonistas tornam-se coadjuvantes da história que seria secundária.

741446 Apesar dos acontecimentos arrastarem-se bastante, muitos detalhes ficarão na cabeça do leitor. Até o momento do encontro em Chicago, os personagens foram bem construídos e o conflito existente intriga e atiça o leitor. Depois disso, como foi mencionado, o personagem principal passa a ser Tiny. Um ponto forte da narrativa, são as metáforas que deixarão você refletindo, mesmo depois de lê-lo. A mais marcante, sem dúvida, é a do Gato de Schrödinger, experiência imaginária da Física Quântica, que em certo ponto do livro é citada por um dos personagens para descrever seu status de relacionamento. O fato é que, de forma breve, esta teoria é usada para explicar que certas partículas podem estar em vários lugares ao mesmo tempo, antes de serem observadas e, só a partir do momento em que são medidas, passam a fazer parte de um local determinado. E esse pensamento, somado com a desassociação da personalidade dos protagonistas com seus nomes, traz uma reflexão interessante sobre como cada um de nós enxerga a si mesmo. Cada pessoa é, ao mesmo tempo, o que acha que é e também a maneira como é percebida pelas pessoas que vivem ao seu redor. Você talvez esteja acostumado a ver seus amigos chamando por seu nome e sobrenome e logo entende que estão falando de você, mas uma rápida pesquisa no Google ou no Facebook vai provar que seu nome e sobrenome talvez não represente somente a você.

Anúncios

Se você chegou até aqui, ao menos comente u.u

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s