Alguns bichos são mais iguais que os outros | Resenha de ‘A Revolução dos Bichos’

a-revolucao-dos-bichosA Revolução dos Bichos (Companhia das Letras; 152 páginas; 27 reais)

Animais de uma fazenda na Inglaterra, certo dia, convocam uma reunião no celeiro e chegam ao consenso de que estão sendo oprimidos pelos donos da granja. Eles então bolam um plano para expulsar seus opressores e aplicar um novo sistema que traga benefícios para a vida dos animais, onde todos serão menos explorados. O livro expõe as relações entre classe dominante e classe operária, no contexto do início do século XX, à medida que também alerta, de forma irônica, para os riscos de centralizar o poder nas mãos de poucos, em favor de um ideal.

George Orwell é o pseudônimo de Eric Arthur Blair. Ele nasceu em 1903, na Índia, onde seu pai trabalhava para o império britânico, porém cresceu na Inglaterra, onde estudou em colégios tradicionais. Durante sua vida foi jornalista, crítico e romancista, tornando-se um dos escritores mais influentes do século XX, sendo lembrado principalmente pela publicação de A Revolução dos Bichos e 1984, ambos na década de 40. Morreu de tuberculose em 1950, aos 47 anos.

Para aqueles que têm dificuldade em aprender história, o livro é um excelente pontapé para despertar o interesse pela Revolução Russa. É possível traçar paralelos entre alguns fatos e personalidades marcantes deste período. Uma leitura despretensiosa de A Revolução dos Bichos pode terminar com uma pesquisa online que vai deixar o leitor familiarizado como nomes como Lenin, Stalin e Trotsky. 

all_animals_are_equal____by_falnanglyin-d4plqxgO abuso de poder e o uso de propaganda são dois temas marcantes no livro. George Orwell tem como uma de suas qualidades a inserção de paralelos e observações que satirizam a realidade e levam à reflexão. É interessante observar que, mesmo hoje em dia, é possível encontrar situações satirizadas no livro. Ou seja, há um nível de detalhes em relação ao processo de anti-democrácia, sintetizados por Orwell, que chegam a impressionar, considerando a data de publicação do livro.

Não há um protagonista definido, mas a narrativa segue o ponto de vista dos animais da fazenda conforme o desenrolar da revolução e suas consequências. Porém o personagem mais presente é o porco ditador Napoleão e seus companheiros porcos. Outro elemento central da narrativa é a construção de um moinho de vento, planejado pelos porcos, para diminuir a carga de trabalho dos animais. No entanto, isto é usado para motivar os animais trabalharem mais do que antes.

O livro é curto e a leitura bastante rápida. É também uma excelente forma de conhecer George Orwell e ter dimensão da sua influência em obras que vieram depois dele. Não há densidade narrativa e o benefício de ter A Revolução dos Bichos em sua bagagem literária vale toda a pena.

Anúncios

Se você chegou até aqui, ao menos comente u.u

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s