Videogames vs. Vida Real

bit_04

The Legend of Zelda

Lá vem eu com mais uma publicação nerd sobre videogames, porém agora mais voltado para o design gráfico e a divulgação de artistas da internet.

Milhões de páginas do facebook, assim como perfis no twitter e outros sites de imagens como 9gag, imgur compartilhar incessantemente fotos, montagens e desenhos sem divulgar os reais autores. Esse post existe para dar nome ao criador de uma série de imagens muito compartilhadas e que mexem lá no fundo da memória de vários jogadores pelo mundo.

O artista é o designer gráfico Aled Lewis, conhecido por suas ilustrações para camisas, que pode ser visto em seu site completo clicando nesse emoji ~~> ʕ •ᴥ•ʔ

Claro que não vou mostra a série completa, mas aqui eu publiquei a série “Videogames vs Real Life” onde o artista exibe fotografias com a inserção de personagens de jogos 8 bit.

Continue lendo

Anúncios

Sobre o Fim da Adolescência

IMG_0427Depois de dois dias tendo que me virar em um quarto escuro por causa de uma lâmpada queimada, tomei uma decisão: subi na cadeira. Com uma outra lâmpada na mão, encarei a antiga no escuro, no quarto iluminado pela luz no corredor. Trocar lâmpadas sempre foi algo cheio de mistérios, daquele tipo de coisa que você não sabe como vai terminar, eletrocutado ou cheio de cacos de vidro na cara. Enfim, desenrosquei a antiga e substituí pela jovem lâmpada, que logo se acendeu, disposta a enfrentar um novo período de iluminação. Estava encerrado o mito, ser adulto não é nada mais do que seguidas trocas de lâmpadas.

Até que não é difícil chegar ao fim da adolescência. Aos 12 anos, te enchem de medo e você tem vontade de continuar criança pra sempre brincando de seja lá o que for (que não envolva garotas), nos momentos dourados da sexta série. Então, para quem acha que não vai conseguir chegar com todos os dedos das mãos e dos pés ao final deste corredor polonês, chamado adolescência, deixo aqui minhas palavras de conforto: calma lá, querido amigo, você nem vai lembrar, as enfermeiras cuidarão bem de você.

Mas o que classifica o fim da adolescência? Bem, para chegarmos a esta resposta, primeiro, devemos responder a outro questionamento. O que é a adolescência? Pois bem, a adolescência, nada mais é, que o dádiva dos seres superiores que foi concedida a nós, para que pudéssemos estar constrangidos o tempo todo. A partir da aceitação deste fato, você deve entender que os constrangimentos DEVEM ser evitados, para que você se torne uma pessoa melhor. Mas, se você não se constrangeu o suficiente, sinto lhe informar, a sua adolescência ainda vai durar um tempinho.

E qual o principal problema com a adolescência? Ela nem deveria ter começado!

Lembra quando você era criança e assistia desenhos na tv, sem se importar se as outras pessoas gostavam ou não? Se você se divertisse assistindo, era o que importava. Se alguém te via com o dedo no nariz ou com as mãos dentro da calça, você parava, dava um sorriso e parava de fazer aquilo… até que ninguém estivesse olhando novamente. Você não estava NEM AÍ se a Carol é metida, nem se a Juliana é um pé no saco.

A conclusão de tudo isso? Seja criança até quando puder, brinque com seus brinquedos, assista seus desenhos, coma sua pipoca. Não tenha medo de postar um videozinho engraçado no instagram, ou uma opinião irrelevante no facebook. E não se esqueça de digitar um texto enorme cheio de ironias e alfinetadas para aquela pessoa com quem você não concorda nos comentários de uma post, mas na hora em que termina-lo, esqueça de apertar o botão ‘Publicar’. Use os constrangimentos da adolescência para evitar a falta de infância na vida adulta. O mundo será mais feliz.

Carta para um parente distante

Olá velho amigo!

Há muito tempo não nos vemos, sei disso, nosso distanciamento foi há tanto tempo que às vezes me pergunto se nós um dia realmente nos conhecemos.

Queria saber das novidades, se está acontecendo alguma coisa nova por aí ou se você ficou parado durante todo esse tempo desde a última vez que nos vimos.

Por aqui, eu continuo tentando manter as coisas nos lugares certos, embora tudo pareça mudar assim que eu fecho os olhos, às vezes acho que tudo estaria melhor se você estivesse no meu lugar…

Muitos sentem sua falta. Não. todos sentem sua falta. Muito mais que eu, peço desculpas por não conseguir me lembrar tão bem de tudo.

Enquanto você estava por aqui eu sentia como se eu não existisse. Embora não me lembre de muita coisa, sei que você era muito importante para todos por aqui, principalmente para mim, afinal você me ajudou a ser quem sou.

É difícil de admitir isso, mas às vezes os nossos amigos e conhecidos olham para mim e, eu leio em seus olhares, eles dizem que seria melhor que VOCÊ estivesse aqui ao invés de mim.

Não é inveja o que eu sinto… Você foi uma base pra mim, a partir de você eu tentei me construir e melhorar, sinto que falhei, sinto que acabei me tornando algo pior do que eu prometi ser.

Espero que as coisas melhorem para nós dois, e se você puder, faça-nos uma visita, todos estão ansiosos por sua volta, mesmo que seja por pouco tempo.

Abraços, Victor.

Viver ou Sobreviver?

Nunca terminei Super Mario World.

Vários amigos já quiseram me abandonar depois que souberam disso. Infelizmente, nunca tive um Super Nintendo e até agora nunca terminei o jogo que considero um dos melhores da franquia.

Sei que isso não é desculpa, acho que meu primo ainda tem um Super Nintendo por aí ou então eu poderia simplesmente jogar através de um emulador ou sei lá o que…

E foi isso que eu fiz. Continue lendo

Pikachu e os episódios perdidos

Título tosco, eu sei…

Bisbilhotando sites alheios atrás de curiosidades para o blog, encontrei o site Pokémon Mythology, muito bom para os fãs da Nintendo e a série Pokémon…

Bem, nunca fui tão fã de Pokémon, comecei a me interessar por jogos e tudo o mais depois de velho, mas quem nunca cantou em alto e bom som a música da abertura ou o lema da Equipe Rocket?

Porém a famosíssima série de anime pokémon teve, em alguns episódios, cenas consideradas impróprias para o público, o que fez com que alguns episódios fossem censurados ou banidos, geralmente fora do Japão.

As censuras geralmente são feitas quando os episódios são exportados para os Estados Unidos, lá eles cortam as cenas consideradas impróprias e dublam o anime. Caso o episódio tenha cenas demais a serem censuradas, ele é banido.

Tais episódios são polêmicos e muito conhecidos por toda a internet, então por que não trazê-los para o Bloco de Moedas?

A maioria dos dados aqui postados vieram do Pokémon Mythology. Para mais imagens e informações, visite o site na página de Episódios Banidos. Continue lendo

O Ciclo do Anel pt. 0 – Os Völsungs

Uma das sagas épicas mais importantes da Mitologia Nórdica é sem dúvida o Ciclo do Anel Amaldiçoado, uma lenda nórdica que no séc. XIX foi adaptada na ópera O Anel dos Nibelungos pelo compositor alemão Richard Wagner.

Optei por não intitular essa série de posts como “O anel dos nibelungos” porque vou me ater à versão nórdica da lenda, e não à adaptação feita pelo compositor alemão. As diferenças são mínimas, mas ainda assim fazem toda a diferença.

O post número zero vai falar sobre a linhagem dos Völsungs, que não necessariamente fala do Ciclo do Anel, mas fala sobre os antepassados do maior herói nórdico, Sigurd, e do surgimento da espada mágica que serviu de inspiração para o mito de Excalibur, a espada Gram.

(avalanche de nomes esquisitos pela frente, vou tentar adaptar sempre que puder -q) Continue lendo

Mitologia Nórdica – Parte III – Cosmologia e Raças Mitológicas

Não gosto muito de imagens de Yggdrasil, devido ao fato que muitas representações são incompletas ou errôneas.

Terra-Média, Nárnia, Hyrule… Mundos mágicos e fictícios sempre fizeram parte de livros, filmes e jogos de ficção científica. Tal concepção de mundos místicos e paralelos vem primordialmente da Mitologia Nórdica, onde eles acreditavam que o universo continha Nove Mundos dispostos ao redor da Árvore Cósmica Yggdrasill.

Temas que hoje são tratados como mera base para qualquer obra fictícia com temática medieval, foi há muito tempo parte de uma religião que além de crer em nove mundos, cria também na existência de outras raças inteligentes além dos humanos, tais como elfos, anões, gigantes (ou trolls) e também raças divinas, como os Vanir e os Æsir.

E esse é o tema do terceiro post de Mitologia Nórdica no Bloco de Moedas, a cosmologia (organização do universo) e as raças mitológicas. Continue lendo